fbpx

6 passo para melhorar a gestão financeira da propriedade rural ainda em 2023

A educação financeira disponibilizada para o produtor rural ainda é muito fraca, concorda?

Se existisse uma cultura da educação financeira estabelecida no meio rural, e movimentos por instituições que fomentassem esse tema, será que o setor agropecuário teria uma dívida de R$ 396 bilhões em 2021?

O agronegócio atualmente é o setor que mais movimenta a economia. Levando em consideração a contribuição total do PIB brasileiro, o agronegócio adentrou em 2020 com 27%, de acordo com a CNA.

E o que o PIB tem a ver com a educação financeira?

Se o produtor não vai bem financeiramente, logo, não movimenta a economia, consequentemente, não movimenta o PIB do setor. Por isso, a educação financeira no agro faz toda diferença.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para ajudar você, produtor, a entender por onde começar a organizar o financeiro da propriedade. Confira abaixo.

1. Estabeleça metas para o curto, médio e longo prazo. Realizar um planejamento, faz toda diferença!

2. Faça uma reserva de emergência: Tenha saldo disponível para evitar dores de cabeça no caso de possíveis imprevistos.

3. Liste todas as suas despesas, separando as contas pessoais das despesas da propriedade. Fazer essa segmentação é de extrema importância para o controle dos custos.

5. Invista. Você já ouviu a frase “deixar o dinheiro trabalhando para você”, pois é, o investimento segue nessa linha. Invista hoje para colher amanhã.
Você investe atualmente ou gostaria de começar a investir, mas não sabe como?

6. Utilize uma plataforma de gestão para te auxiliar no controle do seu negócio. Registrar todas as receitas e despesas e ter um histórico sobre os seus custos, te ajudam a ter uma visão de negócio e tomar decisões mais assertivas.

O eProdutor pode te ajudar nessa jornada rumo a educação financeira rural. Quer saber como? Fale agora mesmo com um de nossos especialistas: https://eprodutor.com.br/contato/

*Fonte: BACEN

Produtores melhoram Manejo na Avicultura de Corte utilizando Sensores de Ambiência | Avicultura Digital

Os primeiros dias de vida das aves são delicados e necessitam da preparação do ambiente com antecedência, além de procedimentos adequados para evitar perdas e estabelecer o precedente para um bom desempenho.

São momentos de grandes transições fisiológicas, como a maturação do sistema digestório e do sistema imunológico, além do desenvolvimento do sistema termorregulador. Esforços extras durante a fase inicial serão recompensados no desempenho final do lote!

O manejo de frango de corte começa antes mesmo da chegada dos pintinhos à granja com procedimentos de higienização das instalações e equipamentos, preparo do ambiente, com ração e água disponível, monitoramento das condições de ambiência e da cama, dentre outras ações essenciais na busca por bons resultados.

São nos primeiros dias de vida do frango de corte que ocorre o maior crescimento em percentual: o pintinho aumenta em média em torno de 4,5 vezes o seu peso inicial. De 42g, vai para 193g no final da primeira semana!

O peso do pintinho na primeira semanareflete o peso das vísceras do sistema digestório (órgãos como intestino, pâncreas e fígado tem um crescimento de 80% nos primeiros dias de vida).

O desenvolvimento do trato digestório está diretamente ligado ao aproveitamento da ração e, consequentemente, ao desenvolvimento corporal da ave. Com isso, podemos afirmar que existe uma alta correlação entre o peso de 7 dias e o peso do abate.

Assim quanto melhor for o balanço da dieta e a ingestão dos nutrientes adequados, maior será a tendência das aves apresentarem um bom desenvolvimento de acordo com seu nível de crescimento.

Comedouros e bebedouros devem estar dispostos de forma uniforme no pinteiro, permitindo fácil acesso e bem regulados para evitar o desperdício, com ração de qualidade e indicada para esta fase e o fornecimento de água limpa, fresca e de qualidade de maneira ilimitada.

Os cuidados com ambiência e aquecimento também precisam ser redobrados já que o sistema termorregulador desses animais nos primeiros dias ainda é pouco desenvolvido, necessitando de uma fonte externa de calor para se aquecer.

Para que seja criado um ambiente confortável, a temperatura ambiente deve estar em torno de 30ºC a 32ºC e a da cama 28 a 30ºC. A umidade relativa deve estar entre 60 e 70% e a ventilação precisa ocorrer de modo a diminuir o acúmulo de gases nocivos, mas sem afetar o desenvolvimento das aves. O alojamento adequado se dá quando os pintos encontram-se piando e espalhados uniformemente.

São muitos os fatores necessários para que o período inicial de vida das aves tenha sucesso, por isso, um bom controle de todos esses dados e informações facilita não só o manejo do produtor em relação a sua granja, mas também a organização da sua atividade rural como um todo.

Conheça o eProdutor e entre em contato com um de nossos especialistas (41) 99278-8701 ou contato@eprodutor.com.br

Gestão Rural | Controle os custos de produção controlando o estoque de insumos agrícolas.

Como já diz o ditado: estoque parado é dinheiro parado. Em uma propriedade rural isso não é diferente. É preciso ter um equilíbrio para que o seu estoque não represente prejuízos, por isso é fundamental fazer a sua gestão correta na agricultura.
A atividade exige uma administração eficiente em cima dos insumos, sementes, defensivos, produtos para manutenção de equipamentos, além da parte mais importante que diz respeito às vendas dos grãos, frutas e outros vegetais.
Sem uma gestão correta, o produtor rural pode se deparar com um cenário de desperdício ou mesmo da falta do produto, acarretando no aumento dos custos operacionais. Para que isso não ocorra, é preciso fazer um acompanhamento efetivo ao decorrer do processo.

Estoque de insumos e estoque de produção
Existem dois tipos de estoques: o de insumos e o da própria produção. Ambos exigem um bom planejamento como ponto crucial para elevar os resultados.
No estoque de insumos na agricultura, temos a matéria-prima guardada que será utilizada ao decorrer dos procedimentos produtivos, são eles: fertilizantes, defensivos agrícolas, sementes para o plantio, produtos que serão usados na manutenção do maquinário.
No estoque de produção, ou também chamado de armazenagem, diz respeito aos produtos prontos e acabados após a colheita, como frutas, verduras, legumes, hortaliças e grãos, como a soja, por exemplo, que fica armazenada em silos.
Os produtos colhidos em sua grande parte estão prontos para serem comercializados, com destino à indústria ou mesmo o consumidor final. Nessa questão, surge a necessidade de se adotar um sistema que faz toda a gestão de estoque para ajudar nas operações logísticas.

Importância da gestão de estoque
No mundo do agronegócio, o estoque parado pode representar o dinheiro que o produtor rural está deixando de ganhar. Imagine a seguinte situação: se um agricultor produziu demais e não tem pra quem vender, ou então se foi prejudicado por questões climáticas, como lidar?
Quando falamos de custos, temos dois exemplos: um para manter o estoque e o outro caso haja perdas. O planejamento é o divisor de águas nessa questão e fazer o monitoramento em tempo real através de uma plataforma eficiente é o que pode te ajudar a ter maior previsibilidade e, consequentemente, maior lucratividade.
Se tratando desses custos no caso de insumos, pesam algumas questões: necessidade financeira, momento ideal da compra, pesquisa de mercado em relação a preços, prazos, qualidade, quantidade e estocagem.
No mundo do agronegócio, em plena era da informação, como tudo se encaminhando para o digital, é preciso traçar um papel estratégico para manter um volume menor de produtos estocados e assim obter uma vantagem competitiva maior no mercado, e é isso o que muitas organizações têm buscado.
Uma atividade bem organizada apresenta menos riscos operacionais de questões sanitárias de armazenamento e de transporte logístico. A gestão eficiente de todo o ciclo pode impactar diretamente também na qualidade final do produto.

Como fazer uma gestão de estoque eficiente
O primeiro ponto diz respeito à escolha do local onde o produto ficará guardado; tem que ser um espaço coberto e seguro. Após, registre tudo em um programa de gestão: valores, quantidade e validade.
Toda entrada e saída de mercadoria deverão ser apontadas no sistema com informações completas do que ocorreu e o que ocorrerá durante o processo do produto. Todos os dados poderão ser checados no futuro.
Com essas informações atualizadas, quem for conferir poderá ter mais confiança e segurança sobre o manejo ocorrido e com dados mais organizados. Cabe ressaltar que a tecnologia é uma aliada do produtor rural e um alicerce pra ele gerar melhores resultados.
Os negócios no campo têm evoluído a cada dia. A tecnologia tem estado cada vez mais presente no agronegócio 4.0 automatizando processos e facilitando a vida do empresário que atua tanto na agricultura quanto na pecuária.

Sistema de gestão é a solução
Um sistema de gestão rural pode transformar o modo de trabalhar no campo e assim aumentar a lucratividade no agronegócio. O eProdutor é uma ferramenta de gestão completa desenvolvida especialmente para o produtor rural.
Com o sistema, é possível evitar erros de lançamento, facilitar cálculos, controlar os custos de insumos da produção, acompanhar os gastos durante a safra, ter um dashboard atualizado, relatórios com dados precisos para um planejamento, acesso às informações em tempo real e em qualquer lugar, fazer a gestão financeira de forma simples e, principalmente, fazer a gestão de estoque de maneira eficiente.
O eProdutor é muito fácil de operar, auxiliando o produtor rural na tomada de decisões, além de possuir integração com outras tecnologias, como estações meteorológicas e sensores de monitoramento inteligente.
Entre em contato com o eProdutor e veja como um sistema de gestão eficiente pode te ajudar a superar os desafios da falta de dados e manter a sua propriedade rural organizada.
www.eprodutor.com.br | contato@eprodutor.com.br

Como balanças automáticas na Avicultura de Corte ajudam no manejo para obter melhores resultados.

A importância do monitoramento do peso das aves está diretamente relacionada ao desempenho da granja, evitando perder o momento certo do ciclo de produção. Os métodos convencionais aplicados atualmente não acompanharam a evolução tecnológica, e a falta de tal transição contraria as propostas de bem-estar animal que vêm sendo amplamente discutidas a partir da conscientização das necessidades de governança ambiental, social e corporativa (ESG).

O processo mais comum de pesagem ocorre sistematicamente ao longo dos aniversários de sete dias do lote. O método, que utiliza uma balança do tipo manual, consiste em reduzir a intensidade da luminosidade para diminuir a movimentação das aves e selecionar, no mínimo, 1% do total das aves do lote, obtendo uma boa amostragem de peso.

Feita a seleção, é recomendado utilizar uma caixa ou um saco para acomodar as aves e realizar a pesagem dos frangos. Os resultados devem ser preenchidos na ficha de informe ao frigorífico. É importante verificar a calibração da balança, pois erros no processo de medição podem direcionar o produtor e a indústria a conclusões equivocadas sobre o desempenho do lote.

Balança de frango
Método de pesagem de aves tradicional com sistemas obsoletos. Animal sob condições de estresse.

Este método amplamente difundido pelos avicultores, apesar de simples, acaba sendo extremamente trabalhoso e ineficiente. Inclusive, veterinários e especialistas do negócio já se pronunciaram negativamente quanto ao processo, pois gera desconforto, angústia, medo, estresse e doenças nas aves, sem falar nos riscos na carcaça que contaminam os lotes e custam muito tempo dos granjeiros em um manejo desconfortante.

A tecnologia ajuda a evitar os impactos negativos do método convencional, controlando de forma automatizada o peso do frango sem desgastes.

Balança inteligente E-Aware. Pesagem automática do frango sem interferência na condição do animal.
Balança inteligente E-Aware. Pesagem automática do frango sem interferência na condição do animal.

Durante a pesagem automática, os frangos não param de apresentar seu comportamento natural. Além de controlar o peso dos animais de forma contínua, essa pesagem pode gerar dados estatísticos mais ricos sobre o peso e a característica de desenvolvimento do lote.

O custo da pesagem automática de frangos é facilmente superado pelos benefícios do método, como um número mais significativo de pesagens, sem esforço humano e trauma para as aves. Soluções baseadas na Internet das Coisas (IoT) podem transmitir rapidamente informações eletrônicas ao frigorífico, reforçando o suporte técnico sobre o andamento do lote.

A pesagem automatizada das aves permite uma gestão mais apurada sobre o consumo de ração, além de não interferir na qualidade de vida dos animais. A tendência é o mercado ficar cada vez mais exigente em relação aos cuidados nos processos produtivos de proteína animal. Quem estiver preparado, terá uma boa vantagem competitiva, bem como melhores dados para tomadas de decisões inteligentes.

Quer saber mais sobre a pesagem automatizada de frangos? Entre em contato conosco pelo WhatsApp:  clique aqui