fbpx

Porque usar um software para a gestão de uma pequena propriedade rural?

Produtor rural, já refletiu sobre a eficácia da gestão no seu negócio?

O desafio de gerir uma pequena propriedade rural que produz grãos pode ser acentuado na ausência de uma gestão financeira eficiente. Administração do fluxo de receitas e despesas, controle de estoques, gerenciamento de pagamentos e cobranças são fatores críticos para a prosperidade e lucratividade do seu empreendimento agrícola familiar. Entretanto, muitos pequenos produtores rurais enfrentam obstáculos na implementação de uma gestão financeira adequada devido à falta de tempo e recursos.

A deficiência na gestão financeira é um entrave recorrente para muitos agricultores familiares, podendo acarretar prejuízos financeiros e complicações na condução da propriedade. Como estratégia para superar essa barreira, muitos agricultores e proprietários rurais têm adotado ferramentas de gestão financeira e fiscal, como a plataforma eProdutor.

Visualize seu Negócio de Forma Estratégica

Configurar uma gestão financeira eficaz para uma pequena propriedade rural pode ser complexo, mas com a plataforma eProdutor o processo se torna mais simples e eficaz. A ferramenta disponibiliza uma solução integrada para administrar receitas, despesas, estoques, contas a pagar e a receber, além de produzir relatórios e gráficos detalhados.

Por exemplo, através da plataforma eProdutor, é possível monitorar os custos por cultura de grãos e por safra, otimizando a gestão financeira. Isso auxilia na identificação de áreas de gastos desnecessários e oportunidades para economizar, bem como possibilita um planejamento financeiro mais acurado para as próximas safras.

Acompanhamento Personalizado

Para garantir a eficácia da plataforma, é crucial envolver tanto a família quanto os colaboradores na sua utilização. Para auxiliar neste processo, dispomos de uma equipe de suporte especializada para treinamentos e implementação da plataforma. Além disso, nossa equipe realiza análises semestrais dos resultados obtidos para garantir que tudo esteja funcionando corretamente.

Adicionalmente, a plataforma eProdutor simplifica a organização para a declaração do imposto de renda, tornando este processo mais rápido e seguro. Todos os dados financeiros do seu negócio rural são mantidos de forma segura na plataforma, permitindo que você acesse e consulte as informações sempre que necessário.

Soluções para Gestão Tributária

Para tornar tudo ainda mais simples, a plataforma eProdutor cria automaticamente o arquivo do Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR), que é obrigatório para envio ao governo. Assim, você pode se concentrar nas atividades cotidianas da sua propriedade, sem se preocupar com a burocracia e os prazos para envio do LCDPR.

Dados Técnicos fazem a Diferença

A plataforma eProdutor não só fornece soluções para a gestão financeira, mas também inclui módulos agronômicos e zootécnicos integrados a sensores inteligentes e estações meteorológicas. Isso proporciona um controle mais preciso das atividades da propriedade, melhorando a tomada de decisões.

Resumindo, a plataforma eProdutor é a resposta ideal para estruturar e aprimorar a gestão financeira da sua pequena propriedade rural. Com a nossa equipe de suporte especializada, módulos agronômicos e zootécnicos integrados a sensores inteligentes e estações meteorológicas, a eProdutor é a escolha certa para garantir a lucratividade e o sucesso do seu negócio rural.

Apoio Especializado

Se você está em busca de uma maneira de aperfeiçoar a gestão financeira da sua propriedade rural, não espere mais! Solicitar uma demonstração gratuita da plataforma eProdutor é o primeiro e importante passo para atingir esse objetivo.

Nossa equipe de consultores de negócios rurais está pronta para auxiliá-lo a compreender como a plataforma eProdutor pode transformar a gestão financeira do seu empreendimento. Além disso, eles irão fornecer uma análise personalizada e indicações preciosas para ajudá-lo a atingir seus objetivos de negócio.

Não perca mais tempo lutando contra problemas de gestão financeira e solicite agora sua demonstração gratuita da plataforma eProdutor. Garanta já a lucratividade e o sucesso da sua propriedade rural.

Solicite uma demonstração aqui!

Como balanças automáticas na Avicultura de Corte ajudam no manejo para obter melhores resultados.

A importância do monitoramento do peso das aves está diretamente relacionada ao desempenho da granja, evitando perder o momento certo do ciclo de produção. Os métodos convencionais aplicados atualmente não acompanharam a evolução tecnológica, e a falta de tal transição contraria as propostas de bem-estar animal que vêm sendo amplamente discutidas a partir da conscientização das necessidades de governança ambiental, social e corporativa (ESG).

O processo mais comum de pesagem ocorre sistematicamente ao longo dos aniversários de sete dias do lote. O método, que utiliza uma balança do tipo manual, consiste em reduzir a intensidade da luminosidade para diminuir a movimentação das aves e selecionar, no mínimo, 1% do total das aves do lote, obtendo uma boa amostragem de peso.

Feita a seleção, é recomendado utilizar uma caixa ou um saco para acomodar as aves e realizar a pesagem dos frangos. Os resultados devem ser preenchidos na ficha de informe ao frigorífico. É importante verificar a calibração da balança, pois erros no processo de medição podem direcionar o produtor e a indústria a conclusões equivocadas sobre o desempenho do lote.

Balança de frango
Método de pesagem de aves tradicional com sistemas obsoletos. Animal sob condições de estresse.

Este método amplamente difundido pelos avicultores, apesar de simples, acaba sendo extremamente trabalhoso e ineficiente. Inclusive, veterinários e especialistas do negócio já se pronunciaram negativamente quanto ao processo, pois gera desconforto, angústia, medo, estresse e doenças nas aves, sem falar nos riscos na carcaça que contaminam os lotes e custam muito tempo dos granjeiros em um manejo desconfortante.

A tecnologia ajuda a evitar os impactos negativos do método convencional, controlando de forma automatizada o peso do frango sem desgastes.

Balança inteligente E-Aware. Pesagem automática do frango sem interferência na condição do animal.
Balança inteligente E-Aware. Pesagem automática do frango sem interferência na condição do animal.

Durante a pesagem automática, os frangos não param de apresentar seu comportamento natural. Além de controlar o peso dos animais de forma contínua, essa pesagem pode gerar dados estatísticos mais ricos sobre o peso e a característica de desenvolvimento do lote.

O custo da pesagem automática de frangos é facilmente superado pelos benefícios do método, como um número mais significativo de pesagens, sem esforço humano e trauma para as aves. Soluções baseadas na Internet das Coisas (IoT) podem transmitir rapidamente informações eletrônicas ao frigorífico, reforçando o suporte técnico sobre o andamento do lote.

A pesagem automatizada das aves permite uma gestão mais apurada sobre o consumo de ração, além de não interferir na qualidade de vida dos animais. A tendência é o mercado ficar cada vez mais exigente em relação aos cuidados nos processos produtivos de proteína animal. Quem estiver preparado, terá uma boa vantagem competitiva, bem como melhores dados para tomadas de decisões inteligentes.

Quer saber mais sobre a pesagem automatizada de frangos? Entre em contato conosco pelo WhatsApp:  clique aqui 

O que é ESG e como aplicar no Agronegócio

Primeiro, vamos entender um pouco mais como funciona e o que é ESG. A sigla vem do inglês, que significa environmental, social and governance, traduzindo de forma literal para o português, a sigla fica ASG (ambiental, social e governança).

Enviromental ou Ambiental, diz respeito a práticas ambientais dentro de empresas ou entidades. Aborda-se temas como poluição da água e do ar; aquecimento global; desmatamento; gestão de resíduos; eficiência energética; entre outros.

Social, diz respeito a como empresas e entidades, podem auxiliar a sociedade e comunidade, gerando um impacto positivo. Aborda-se temas como direitos humanos e às leis trabalhistas; proteção de dados e privacidade; diversidade de gênero; investimento social; relacionamento com a comunidade local; entre outros.

Governance ou Governança, está conectado com às políticas, processos, estratégias e orientações de administração das empresas e entidades, é diretamente ligado aos outros dois pilares, pois dita, orienta, fiscaliza e reporta as práticas sustentáveis. Aborda-se temas como transparência de dados; conduta corporativa; práticas anticorrupção; auditorias internas e externas; entre outros.

Esses três pilares se referem a como as empresas estão comprometidas para serem regidas da melhor maneira, socialmente responsáveis e ambientalmente sustentáveis.

Com relação ao agronegócio, empresas maiores já possuem os pilares mais sólidos, isso não acontece com tanto afinco com o principal elo da cadeia, o produtor do campo. Para que isso aconteça de fato, é preciso informação e medidas que estimulem o produtor, a realmente entender os princípios ESG para colocá-los em prática.

Como o produtor pode fazer a diferença?

  • Adotar o uso de culturas de cobertura, evitando que o solo fique “nu”, auxiliando ainda na ciclagem de nutrientes na entressafra.
  • Melhorar a saúde do solo, realizando análises periódicas, acompanhando e corrigindo o solo assim que necessário. A saúde do solo, irá interferir diretamente na saúde da planta.
  • Opções de financiamento específico para agricultores incentivando práticas sustentáveis. Diversas fintechs e agtechs estão trabalhando para que a mudança nesse cenário seja ampla e significativa.
  • Utilização de plataformas de software que registram o histórico da propriedade, tanto financeiro como técnico, auxiliando na tomada de decisão a qualquer momento da safra.

O produtor que deseja ter um diferencial competitivo deve estar alinhado aos principais indicadores, às práticas de manejo de solo e de culturas que, em conjunto com a tecnologia e a informação, pode tornar o nosso país uma grande potência agroambiental.

            O eProdutor auxilia o produtor rural a organizar todas as informações em um só lugar, tendo o maior controle da propriedade e tornando a gestão versátil.

Saiba mais com um dos nossos especialistas: contato@eprodutor.com.br

Gestão financeira avícola: como manter o controle dos custos e da produtividade

Gerenciar os custos no agronegócio é fundamental para o alcance de resultados mais favoráveis. E na avicultura não é diferente. O maior desafio dos avicultores é justamente obter a redução dos custos e o aumento do lucro operacional.

E o que diferencia um produtor do outro? É o nível de organização, controle e conhecimento que ele tem em relação ao seu negócio como um todo.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), no modelo de integração avícola, que detém 95% da criação de frango, os produtores recebem por parte da integradora os investimentos necessários à manutenção da atividade, como os pintinhos, a ração e a assistência técnica.

Cabe ao avicultor a instalação, mão de obra, aquecimento, energia elétrica, cama para o aviário, condições de acesso e responsabilidade pela eficiência da qualidade do frango que será fornecido às indústrias.

Para que ele se torne competitivo, precisa conhecer os custos de produção e quais são os resultados, além de saber como melhorar as receitas e reduzir as despesas, tendo, assim, segurança para realizar novos investimentos.
Com os números detalhados, o produtor consegue avaliar se a atividade é sustentável ao longo do tempo e, com isso, ter uma visão clara para controlar o negócio.

É necessário quantificar os resultados, qualificar os processos e a produção, além de predizer como está o negócio através dos números. Cabe ainda estabelecer medidas e parâmetros que dizem como caminham as operações dentro da própria produção.
Além de ter que saber com precisão quais são cada um dos seus custos, é fundamental que o produtor rural se atenha a quantas andam o nível produtivo da granja, prestando atenção se não há nenhum desequilíbrio ao decorrer do desenvolvimento da ave.
Atualmente, o melhoramento genético, juntamente à nutrição e à sanidade, tornou possível reduzir custos ao haver maior conversão de ração em carne. É como se fosse uma engrenagem, em que cada item se integra, podendo o animal expressar todo o seu potencial genético, se forem garantidas condições de nutrição e manejos ideais.

E, se tratando de produtividade, o que muitos já conhecem é o Índice de Eficiência Produtiva (IEP). O indicador tem como objetivo mensurar a performance zootécnica de um lote de frangos de corte. Os parâmetros que compõem o índice são: ganho de peso diário (kg), viabilidade (%) e conversão alimentar.
Na conversão alimentar, o frango é um transformador de grãos em carne. O ganho de peso diário representa a divisão do peso médio do lote pela idade (dias). Já na viabilidade se percebe a diferença entre as aves alojadas e as retiradas para abate.

IEP e gestão financeira andam lado a lado. É preciso saber com exatidão quanto de recurso foi necessário para chegar a determinado índice. Por isso, é fundamental conhecer todas as informações da propriedade para realizar uma boa gestão.

Os custos devem estar centralizados para que assim se visualize os lucros. Sem eles registrados, ficará praticamente impossível saber qual é o momento ideal para se planejar, fazer novos investimentos e aumentar a produção.

Para realizar o controle dos custos, existem tecnologias capazes de simplificar o trabalho do avicultor. Soluções em gestão rural automatizam processos e garantem a integridade das informações diárias, como o eProdutor: uma plataforma completa para gerenciar a propriedade.

Se tratando de gestão financeira na avicultura, a ferramenta permite profissionalizar os negócios, organizando e gerenciando o patrimônio, desde o fluxo de caixa, contas a pagar e a receber e até a gestão de financiamentos.

A solução auxilia no controle dos custos por aviário e por ano, entregando relatórios personalizados, e ainda permite efetuar a integração com sensores de monitoramento remoto para a granja.

Na avicultura dois fatores interferem no lucro: o controle zootécnico e o controle detalhado dos custos de produção. Com o eProdutor, é possível reduzir custos de modo sustentável sem perder produtividade.
Quer saber mais como podemos te ajudar a evoluir? Consulte um dos nossos especialistas: contato@eprodutor.com.br | 41 99278-8701